Orientações para pacientes

Orientações Pré-operatório

Orientações Pós-operatório

• Após a autorização do convênio, ligar para o Instituto da Mão e confirmar com as nossas secretárias o dia e o horário da cirurgia;
• Comparecer na recepção do hospital uma hora antes da hora marcada para a cirurgia, tanto os pacientes com cirurgias ambulatoriais quanto os que vão internar,
• Em caso de dúvidas em relação a anestesia, ligar para a Equipe SAL;
• Permanecer em jejum por no mínimo 8 horas antes da cirurgia. Não beber ou comer nada;
• Em caso de uso regular de medicação, esta deve ser tomada normalmente com uma pequena porção de água;
• Informar ao cirurgião ou ao anestesista em caso de doenças prévias ou o uso crônico de medicamentos, como anti-coagulantes ou anti-inflamatórios;
• Deixe em casa todos seus objetos de valor (pulseiras, brincos, relógios ou alianças);
• Levar todos os exames para o hospital, mesmo que o médico já os tenha visto (Raio X, Ecografia, Tomografia, Ressonância e Exames de Laboratório);
• No dia da cirurgia o paciente deve ter um acompanhante;
• Os pacientes ambulatoriais não devem dirigir após o procedimento;
• O Instituto da Mão conta com o apoio de Equipe SAFE de médicos clínicos e intensivistas, que podem ser chamados para o acompanhamento durante a internação;
• Após a cirurgia o paciente vai receber um curativo volumoso, que será removido na primeira consulta no pós-operatória.

ANESTESIA PARA CIRURGIA DA MÃO
A anestesia para as cirurgias do Instituto da Mão é feita pelo SAL-SERVIÇO DE ANESTESIOLOGIA que é composta por seis médicos anestesistas, todos especializados neste tipo de procedimento.
Eles vão administrar a anestesia e cuidar de você durante toda a cirurgia. É importante que você esteja em jejum de no mínimo 8 horas para a cirurgia; nem água é permitido. Retire as próteses dentárias. Não use cosméticos ou produtos de beleza no dia da operação.
Ao chegar na sala de cirurgia o anestesista irá conversar com você. Nesse momento deverão ser esclarecidas todas as suas dúvidas com relação ao procedimento.
É importante que você conte tudo sobre as doenças que você teve ou ainda tem. Deve especificar se está usando ou usou algum remédio e se já fez outras cirurgias. O anestesista então puncionará uma veia no braço oposto à cirurgia. Por ali ele administra as medicações necessárias. A anestesia geralmente é feita somente no braço a ser operado e é chamada de Bloqueio de Plexo Braquial, mas, dependendo do caso, pode ser feita uma anestesia Regional, ou seja, apenas em uma região específica como um dedo ou toda a mão. Tais anestesias são mais adequadas para esse tipo de cirurgia do que a anestesia geral, que só é realizada em casos excepcionais. Durante o procedimento podem ser usados sedativos para que o paciente durma e fique o mais confortável possível.
Quando for finalizada a cirurgia o anestesista o acompanhará até a sala de recuperação onde você ficará sob os cuidados de pessoal qualificado. Assim que tiver condições você receberá alta para retornar para seu quarto ou sua casa de acordo com o que o cirurgião achar mais conveniente. O membro operado poderá ficar dormente e sem força por até 24 horas após o procedimento, diminuindo a dor e o uso de analgésicos no pós-operatório imediato.
Assim como os outros médicos, nós anestesistas do SAL somos credenciados somente de alguns convênios. Informe-se se o seu convênio faz parte deles. Se você tiver qualquer dúvida ou quiser qualquer informação adicional, ligue para Dra. Marta Moretti (9982-7396).

* Para manter a mão elevada enquanto dorme, usar dois travesseiros e duas toalhas enroladas. Fixar as bordas dos travesseiros com joaninhas .
* Colocar, então, o antebraço entre as duas toalhas, dentro dos travesseiros.
* Assim, você poderá dormir com a mão elevada, estando confortável quando deitado de lado ou de costas.

Se houver inchaço, colocar um saco de gelo sobre o local por 20 minutos a cada 3 horas. Cuidar para não molhar
o curativo ou a tala.

MEDICAÇÃO
DOR FRACA – Analgésicos (Paracetamol, Dipirona).
DOR MODERADA – Anti-inflamatórios (Diclofenaco até 7 dias).
DOR FORTE – Analgésicos opióides (Derivados da Codeína – poucos dias).
ANTIBIÓTICOS – Raramente necessários (infecção estabelecida).
*Observar contra-indicações pessoais

EXERCÍCIOS
• Não usar a tipóia o tempo todo. É muito importante manter a mão elevada e a completa mobilidade do ombro;
• Abrir e fechar a mão completamente por 10 minutos, seis vezes por dia;
• A ferida operatória somente pode ser lavada com sabão neutro após a retirada dos pontos. Manter a ferida sempre seca. Nunca fechar o curativo com a ferida úmida;
• Usar a tala conforme a indicação do seu médico.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
error: Content is protected !!