Osteoporose – um inimigo silencioso

cirurgia-da-maoAs mulheres, após a menopausa, devido à irregularidade hormonal, apresentam uma grande perda na quantidade de cálcio nos ossos. Quando a resistência dos ossos diminui a níveis alarmantes, estamos frente a uma doença chamada de Osteoporose. Ela também pode ocorrer devido à doenças hormonais ou imobilizações, tanto em homens como em mulheres.
O grande problema da osteoporose é que ela é uma doença silenciosa. O paciente não apresenta sintomas até se manifestar em forma de fraturas. Os locais mais acometidos pela osteoporose são o quadril, o punho e a coluna.
Nós, ortopedistas, além de tratar as fraturas que já aconteceram, temos a obrigação de incentivar a prática de exercícios que estimulam a resistência óssea e inibe o aparecimento da osteoporose.
Por volta dos 20 anos de idade, a mulher já formou 98% de sua massa óssea. Então atividades que favoreçam esse desenvolvimento durante o crescimento, na infância e adolescência, irá prevenir o aparecimento da osteoporose no futuro. Outro modo de prevenção é com uma dieta rica em cálcio e vitamina D. Boas fontes de cálcio incluem o leite e derivados como queijo, sorvete e iogurte, vegetais verdes como o brócolis, espinafre e ervilha e peixes, tais como o salmão e a sardinha. Também inibem o aparecimento da osteoporose a realização de exercícios contra a força da gravidade e ter uma boa qualidade de vida, evitando a ingestão de álcool e fumo.
Um bom conselho para evitar ser pega de surpresa por esse mal silencioso é a consulta freqüente e o acompanhamento com o médico geriatra e/ou o ginecologista, para que seja feito o diagnóstico precoce da osteoporose e o seu tratamento.
Devemos lembrar que atitudes muito simples podem evitar acidentes domésticos relacionados à osteoporose. Uma delas é a retirada de tapetes e obstáculos (como calçados e chinelos) do chão, principalmente do caminho entre a cama e o banheiro. Outra medida de segurança é a colocação de uma luz indireta no quarto, para evitar que a pessoa, ainda sonolenta, levante no escuro.
Hoje em dia, dispomos de meios modernos de tratamento de fraturas acorridas em ossos fragilizados pela osteoporose. A fixação dessas fraturas por placas e parafusos rígidos permite uma rápida reabilitação sem a imobilização do local de fratura e sem a necessidade de uma segunda cirurgia. Mas se puder prevenir que tais acidentes aconteçam, será melhor para todos.
Jornal Match Point – Edição número 22 – Novembro/2010

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
error: Content is protected !!