Doenças da Mão

Cisto

Cisto no punho e na mão

Os cistos cinoviais se formam quando o líquido sinovial extravasa da articulação ou da bainha dos tendões.

Articulações e tendões são estruturas que dependem do movimento para funcionar. Por isso elas são formadas por tecidos que favorecem a mobilidade, entre eles a membrana sinovial. Essa membrana recobre a parte interna das articulações e dos tendões e produz o líquido sinovial, que funciona como uma espécie de óleo lubrificante para facilitar o movimento das articulações e tendões. O cisto no punho é resultado do vazamento deste liquido.

Porque  se formam os cistos no punho?

Cisto sinovial na mão

Cisto sinovial

Um cisto é definido como uma cavidade recoberta por tecido epitelial que está cheia de líquido.
Os cistos sinoviais se formam quando o líquido sinovial extravasa da articulação ou da bainha dos tendões. Na tentativa de conter este extravasamento, o organismo forma uma cápsula, que é o cisto. A causa da formação do cisto no punho e na mão ainda não foi esclarecida. Algumas teorias dizem que eles são causados por pequenas rupturas da cápsula articular por trauma, outras relacionam seu aparecimento com movimentos de repetição e outras ainda relacionam a uma falha congênita de vedação da cápsula, já que o cisto pode aparecer em pessoas sedentárias e sem história de trauma.

Porque os cistos no punho aumentam e diminuem de tamanho?

Quando o cisto se forma, existe um canal de comunicação entre ele e a articulação ou entre ele e a bainha do tendão, chamado de pedículo. Por este pedículo, o líquido do interior do cisto pode voltar para o interior da articulação, diminuindo o seu tamanho.
Porém também pode ocorrer o contrário, mais líquido sinovial pode extravasar para o interior do cisto. Outra explicação para a possível diminuição do volume do cisto, é que na tentativa na tentativa de “tratar” o cisto, o organismo reabsorve parte do líquido sinovial fora da articulação. Essa desidratação, porém, torna o líquido no interior do cisto mais denso, semelhante a uma clara de ovo.

Quais são os locais mais frequentes do cisto sinovial?

Cisto sinovial localização.

Onde aparece o cisto sinovial.

O cisto sinovial é mais frequente no dorso do punho e depois na região volar e lateral do punho, próximo da artéria radial. Esses dois locais são responsáveis por mais de 80% dos cistos no punho e na mão. É muito provável que se formem em um local de fragilidade da cápsula articular, que se rompe e permite a formação do cisto.

Porque os cistos doem?

Quando estão se formando, os cistos causam uma dilatação dos tecidos ao seu redor.
Essa é a principal causa de dor. Também existem teorias que dizem que os cistos comprimem determinados nervos responsáveis pela sensibilidade, causando irritação e, consequentemente, dor. O cisto em si não dói, a dor decorre da compressão ou da irritação dos tecidos em sua volta.

O cisto traz algum tipo de risco?

O cisto não é um tumor maligno, por isso não apresenta qualquer risco para a saúde geral do paciente. No entanto pode causar dor com diminuição da mobilidade e da força da articulação.

O que é Cisto Oculto?

Cisto sinovial no punho.

Cisto no punho

Quando o cisto se forma, ele pode não ser volumoso o suficiente para se tornar aparente ou ser palpado. Se ele se localiza entre a camada de tendões extensores e a articulação, fica oculto à observação externa.
A presença desse tipo de cisto é suspeitada pela dor a palpação do local e pode ser confirmada através de exames de imagem (ecografia ou ressonância magnética).

O que é Cisto Mucoso?

É um tipo diferente de cisto que ocorre na ponta dos dedos. Está diretamente relacionada a uma fase inicial de artrose, que é o desgaste da cartilagem da articulação.
Em uma tentativa de melhorar a lubrificação da articulação acometida pela artrose, o organismo produz mais líquido sinovial para facilitar o movimento. Porém parte desse líquido pode extravasar para fora da articulação e formar o cisto mucoso. Esse pode causar dor, deformidade na unha e até infecção da articulação, quando se rompe de maneira espontânea.

Tendinite pode ocasionar um cisto no punho?

Nem sempre, mas uma tendinite causada por compressão dos tendões, como a tenossinovite de Quervain, pode ocasionar um cisto. A explicação é semelhante àquela dada para formação do cisto mucoso. O organismo produz uma quantidade extra de líquido na tentativa de facilitar o movimento do tendão comprimido, o que pode originar o cisto.

O cisto pode desaparecer sozinho?

Sabe-se que o cisto sinovial pode desaparecer sozinho ou após um trauma.

Pode-se aspirar um cisto?

Cisto sinovial na mão.

Cirurgia de cisto sinovial.

Até bem pouco tempo atrás, faziam-se punções e aspirações dos cistos de rotina nos atendimentos de ortopedia. Com o tempo, observou-se que após a punção o cisto se torna menos volumoso por um curto período, mas logo em seguida volta à mesma forma inicial. Isso ocorre porque a punção só aspira o líquido do interior do cisto e não trata ou fecha o pedículo, local por onde o líquido sinovial está vazando. Assim, mais líquido novamente extravasa para o cisto e este volta ao mesmo volume de antes. A chance de um cisto no punho ou na mão retornar após uma punção é de mais de 90%. Além disso, ao introduzir uma agulha no interior do cisto, se aumenta o risco de complicações, como infecções. Uma vez que o cisto tem comunicação direta com a articulação, se uma bactéria entrar nesse local pode causar uma infecção grave.

Quais são as opções de tratamento?

Por não se tratar de um tumor maligno e não ser uma doença que possa evoluir e prejudicar a função dos tendões e das articulações, o tratamento dos cistos sinoviais depende das queixas do paciente.
O tratamento é a cirurgia que consiste em ressecar o nódulo que forma o cisto e fechar o local da cápsula da articulação por onde o liquido sinovial está vazando. A cirurgia pode ser realizada por técnica aberta, na qual é feita uma incisão na pele, aproximadamente do mesmo tamanho do cisto. Existe também a possibilidade de retirar o cisto através de artroscopia.

Artroscopia de cisto sinovial.

Cirurgia artroscópica de Cisto Sinovial.

Nela uma câmera de vídeo (de 2.7 milímetros de diâmetro) e um aparelho cirúrgico semelhante a um cauterizador são introduzidos no interior da articulação, permitindo a drenagem do cisto e o fechamento da cápsula.

Como é depois da cirurgia?

Após a cirurgia, na maioria das vezes, o paciente é imobilizado com uma tala tipo luva. Ela permite a movimentação do cotovelo e dos dedos, deixando imobilizado somente o local da cirurgia. Mesmo com a colocação da tala gessada é permitido e recomendado ao paciente movimentar livremente os dedos da mão. Isso deve ser realizado especialmente com a mão para cima para não inchar os dedos. Não está permitido realizar força, como levantar uma sacola pesada.
O primeiro curativo é realizado até sete dias após a cirurgia. Ele é trocado por um mais leve. Com 10 a 12 dias de cirurgia são retirados os pontos. Após isso, na terceira semana após a cirurgia, a tala de gesso é substituída por uma tala removível. O paciente é então encaminhado para iniciar a reabilitação e a fisioterapia. Nesse período se pode molhar livremente o local da cirurgia e é indicado massagear a cicatriz com creme hidratante. Isso diminui o edema e o risco de possíveis aderências dos tecidos locais.

Artroscopia de cisto sinovial.

Artroscopia de cisto sinovial.

Precisa realizar fisioterapia após a cirurgia?

Logo após o procedimento e nas primeiras três semanas seguintes o paciente recebe um polígrafo com os exercícios que devem ser realizados em casa. O tratamento com um fisioterapeuta capacitado é feito após 20 dias de cirurgia, quando se coloca a  órtese ajustável e removível. Serão realizados exercícios para a recuperação da mobilidade de flexão e extensão do punho. Também é feito alongamento, uso de gelo e massagem local para diminuir o inchaço. Numa fase tardia serão feitos exercícios com ganho de força.

O Cisto Pode Voltar?

A principal causa de recidiva do cisto sinovial após a cirurgia é a falta de repouso no pós-operatório. Geralmente isso acontece porque os pacientes retiram a tala ou fazem esforço físico precocemente após a cirurgia e sem orientação médica. Mesmo realizando a cirurgia e tratando da melhor maneira possível, existe um risco de cinco por cento de a lesão voltar. Muitos médicos acham que isso se deve a formação de um novo cisto e não do retorno da lesão que foi retirada.

Tem alguma pergunta específica sobre cisto no punho ou na mão?
Pergunte ao Dr Ricardo.

 

Dr. Ricardo Kaempf de Oliveira
CREMERS 23655

 

 

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
error: Content is protected !!